Translate

quarta-feira, abril 11, 2007

Vereadores de São Paulo - Contra a Cidadania


Caros amigos quero me desculpar por esta ausência tão grande. Nestes últimos dias a agenda de trabalho tem me tomado completamente. Da mesma forma quero agradecer aos vários emails de colegas leitores que cobravam a ausência de textos.

Bem, vamos ao que interessa. Hoje vamos falar um pouco de política!

O Munícipio de São Paulo demonstrou esta semana como não se deve tratar seus cidadãos. Os vereadores de do Município aprovaram, quase que por unanimidade, aumento de verbas para seus gabinetes, liberação para contratação de funcionários de confiança para o legislativo, sem o devido concurso público, entre outras. Na prática a principal alteração, além do aumento da verba, é a liberação para uso desta verba da maneira como melhor convier ao vereador.
Esta decisão dos vereadores de São Paulo, parece, coaduna com a situação política Estadual e Federal. É um desmando!
Estes Legisladores foram eleitos para administrar a Cidade de São Paulo, para criar Leis que beneficiem a população do munícipio, para demonstrar a transparência na gestão dos recursos financeiros, para acatar o questionamento da população como um clamor do povo e, também, direcionar verbas para educação, saúde, saneamento básico entre outros. Estas são algumas das reais atribuições ou obrigações destes vereadores.
Infelizmente não é assim que acontece. A população assiste (quando assiste), estarrecida, aqueles que deveriam defendê-la, legislando em causa própria. Até mesmo Vereadora Soninha que tem uma atuação bastante interessante na Câmara não ousou levantar sua voz. Seu argumento: não estava na sessão para votar, pois se lá estivesse teria votado contra. Ora Vereadora, com todo o respeito, deveria estar lá, deveria ter este momento como prioritário em sua agenda.
Outra demonstração de desrepeito foi a atuação do Presidente da Câmara com uma ONG que luta pela transparência na gestão da administração pública. Esta ONG, através de suas representantes tiveram que sair da área designada para os cidadãos da Cidade de São Paulo e foram obrigadas a retirar uma faixa que exigia dos vereadores consciência, solicitando aos mesmos que não aprovassem a alteração na Lei.
Bem, resumo da ópera! A Lei foi aprovada e vai para a sanção do Prefeito Gilberto Kassab. Cabe a ele o veto, difícil de acontecer face às implicações políticas que daí podemn decorrer. No entanto, como o Prefeito vem produzindo algumas coisas boas para a Cidade, quem sabe ele tenha a coragem ou a estratégia adequada para "alinhar" estes legisladores da causa própria.

É isso aí! Quando podemos dar o troco? Manifestando-se agora, não somente nas eleições. é preciso levantar a bandeira da Cidania e exigir do seu vereador, respeito. Serão adicionados ao custo da Cidade de São Paulo mais de 6 milhões de reais por ano. Sabe de onde sai isso? Do meu e do seu bolso!

4 comentários:

  1. Tarso Palmeirense.quase.ex12 abril, 2007 13:15

    Cadê os cara-pintadas? Não se faz nada e, por isso, se faz tudo..."Só uma bomba", como diria a famosa senhora je.sm.
    Abraço indignado!
    P.S.: Diz a Soninha, a minha vereadora, que ele se absteve da votação, mas a verdadeira é que ela chegou atrasada à Câmara.

    ResponderExcluir
  2. E o Palmeiras? fica prá próxima
    É verdade...cadê os cara-pintadas? Mais uma fica comprovado que a responsável por aquele movimento foi grande mídia...explosiva essa senhora je.sm
    abraço,

    ResponderExcluir
  3. Grande Paulo,
    Como não sou mais residente de Sampa, acompanho o que acontece de longe. E ainda não pude extrair das muitas atuações do despreparado, pretencioso e sem educação prefeito Kassab nada de bom que tenha feito para a maior cidade da América Latina. Nem o projeto de limpeza da cidade, que em tese é voltado para a despoluição visual, pode ser considerado boa coisa, pois foi concebido debaixo de muito looby dos jornalões e revistas da capital que amargam uma queda nas vendas há tempos.
    Se eu estiver equivocado, meu amigo, me corrija. Mas não vejo absolutamente nada de bom nesse fanfarrão que assumiu as rédeas da capital.
    Outra coisa: caras-pintadas nunca foram sinônimo de nada além de mascarar os motivos reais que impediram o presidente Collor de governar. Aquela manifestação de adolescentes, que para 99% foi apenas matação de aula pois não tinham a mínima noção do que estavam fazendo ali, não pode, nunca, ser considerado uma manifestação cívica em função de de seus direitos. A grande mídia, como você mesmo disse, principalmente a Globo, adora citar esse movimento, mas sabemos que o buraco é mais embaixo.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Fala Cristiano...como sabes não sou muito afeito ao Prefeito de São Paulo mas, e coloque muitos mas ai, é necessário considerar algumas questões, indepentes de questões ideológicas.
    1 - O projeto cidade limpa tem, verdadeiramente, alterado positivamente o visual da Cidade. Uma caminhada pela Av. Paulista e Adjcências pode comprovar isto. Até a expectativa que esta ação iria gerar desemprego, salvo algumas excessões, não se confirmou. Com a alteração das placas, as empresas tiveram que se adequar e pagaram por isso, movimentando o mercado de publicidade. É óbvio que os proprietários de out doors estão enfurecidos.
    2 - Em fevereiro/2007, a Prefeitura alterou a composição horária das EMEIS, eliminando alguns problemas que se acumulavam há muitos anos e deu início a um plano de reformas de várias unidades escolares.
    É claro que isto tudo é pouco e a postura, quase alucinada, do Prefeito em suas aparições públicas demonstram o ranso algumas verdades sobre Kassab.

    ResponderExcluir

Seja gigante, comente:..